15 de julho de 2013

Maconha pode ter imposto de até 35% nos Estados Unidos

Os eleitores do Estado de Colorado, nos Estados Unidos, vão decidir em um plebiscito em novembro sobre qual deve ser o imposto cobrado sobre a maconha vendida para fins 'recreativos'.

É possível que o imposto vá além do que os consumidores imaginavam na Capital, Denver, onde o imposto pode chegar a 35%.

Na votação estadual, o imposto deve ser fixado em 25%, mas o prefeito de Denver, Michael Hancock, quer um adicional de 5% a 10%. Hancock disse que o dinheiro é necessário para pagar os custos de regulação da droga.

Os críticos reclamam que a alta carga tributária poderia destruir uma nova indústria já aprovada pelos eleitores. O Conselho Municipal de Denver tem até agosto para decidir se o imposto adicional será colocado em votação.

Em novembro do ano passado, os eleitores do Colorado e Washington se tornaram os primeiros dos Estados Unidos a aprovarem o uso recreativo da maconha.

O governo federal ainda considera a erva um narcótico ilegal e perigoso. Autoridades norte-americanas ainda estão avaliando como responder aos movimentos pela legalização.

Apesar da aprovação da legalização no Colorado, a legislação federal mantém a proibição de uso da maconha em público.

Na última 'marcha da Maconha' em Denver, em abril deste ano, três pessoas ficaram feridas durante um tiroteio durante a manifestação organizada pelos defensores da legalização.

Fonte: Estadao

1 Comentários:

Anônimo disse...

Querem controlar de toda forma... Não querem nossa evolução...

Postar um comentário

TwitterFacebookMore